Follow by Email

terça-feira, 30 de maio de 2017

Pastor Paulo Roberto Alves é condenado a 36 anos de prisão por causa de estupro de menores

Pastor Paulo Roberto Alves: 
Condenado por estupro de menores


Pastor de igreja evangélica acusado de estupro é condenado a 36 anos de prisão


Segundo a Justiça, homem teria abusado sexualmente de duas crianças entre 2003 e 2004 em Sorocaba.




Por G1 Sorocaba e Jundiaí

10/05/2017 19h10 Atualizado 10/05/2017 19h16



O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) condenou por estupro o pastor que era investigado por violentar sexualmente duas crianças entre 2003 e 2004, em Sorocaba (SP). A sentença foi divulgada na sexta-feira (5).

O Juiz da 1ª Vara Criminal de Sorocaba aplicou pena de 36 anos, 11 meses e 10 dias de reclusão, em regime inicial fechado.

Na época do crime, os familiares das crianças frequentavam a igreja do réu, que ameaçava as vítimas para que não contassem sobre os abusos.

Ainda segundo o TJ, outras duas crianças tinham sido abusadas por ele na década de 80, mas os familiares não denunciaram os crimes em tempo hábil.



---------------------------------------

Saiba mais sobre as investigações que conduziram a essa sentença aqui:


Nenhum comentário:

Postar um comentário