Follow by Email

domingo, 23 de abril de 2017

Pastor suspeito de estuprar menino de 13 anos é preso em Ibitirama, ES




ESPÍRITO SANTO


Pastor suspeito de estuprar menino de 13 anos é preso em Ibitirama, ES

Caso aconteceu há oito anos, segundo a polícia. O mandado de prisão foi cumprido após denúncia do Ministério Público.




Por TV Gazeta

21/04/2017 19h19 Atualizado 21/04/2017 19h19



Um pastor de 45 anos foi preso na manhã desta sexta-feira (21) em Ibitirama, no Sul do Espírito Santo, suspeito de estuprar um menino de 13 anos. Segundo o delegado Dedier Carvalho, o crime aconteceu há oito anos e o mandado de prisão foi cumprido após denúncia do Ministério Público.


Os abusos teriam acontecido entre os anos de 2009 e 2010, na cidade. A vítima, que na época tinha 13 anos, era vizinho da farmácia e da igreja do pastor. O menino costumava frequentar os dois ambientes, segundo a polícia.


A Justiça decretou a prisão do pastor após denúncias de que ele se preparava para abandonar a cidade e também por ameaças às pessoas que poderiam depor contra ele.


Após ser ouvido pelo delegado na presença de advogados, ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.

------------------------------------------------------------
Existem mais informações nesse site aqui:


Confira.

Textos, fotos, artes e vídeos da aquinoticias.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização de odiario.com. As regras têm como objetivo proteger o investimento que odiario.com faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.aquinoticias.com/policia/2017/04/pastor-suspeito-de-estuprar-menino-de-13-anos-e-preso-em-ibitirama/2358151/
Textos, fotos, artes e vídeos da aquinoticias.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização de odiario.com. As regras têm como objetivo proteger o investimento que odiario.com faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.aquinoticias.com/policia/2017/04/pastor-suspeito-de-estuprar-menino-de-13-anos-e-preso-em-ibitirama/2358151/

quarta-feira, 19 de abril de 2017

PASTOR PAGAVA 50 REAIS A MENINA DE 11 ANOS EM TROCA DE SEXO

Pastor Paulo Roberto Alves, preso por exploração sexual de menores
Foto: Folha Max




Pastor é preso suspeito dar R$ 50 para menina de 11 anos em troca de sexo, diz PM

PM flagrou suspeito deixando criança e adolescente em matagal em Cuiabá. Adolescente, de 15 anos, disse que também teve relações com o pastor.




Por Denise Soares, G1 MT

13/04/2017 09h59 Atualizado 13/04/2017 17h07



Um pastor de 52 anos foi preso na noite de quarta-feira (12) suspeito de ter estuprado uma criança de 11 anos e uma adolescente, de 15, na casa dele, no Bairro Jardim Itália, em Cuiabá. Policiais militares flagraram o suspeito deixando as duas meninas perto de um matagal. As vítimas relataram que receberam R$ 150 para ter relações com o pastor.

O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes de Cuiabá. Até a madrugada desta quinta-feira (13) ele não tinha dado depoimento às autoridades. Na maior parte do tempo em que estava na cela da delegacia, ele ficou orando de joelhos e com o corpo prostrado.

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, os policiais acharam estranho as crianças serem deixadas sozinhas no local e fizeram a abordagem. A adolescente de 15 anos disse para a PM que conhece o pastor há alguns dias e que já teve relação sexual com ele.

Ela disse aos policiais que estava na escola quando recebeu ligações do pastor, mas não atendeu. Já em casa, no Bairro Pedra 90, localizado na região periférica de Cuiabá, ela recebeu outra ligação e atendeu. Ainda conforme relato da adolescente, o pastor disse que queria sair com ela e com a criança, que é sobrinha da adolescente.

O pastor teria insistido e buscou as duas meninas na casa da adolescente. As vítimas afirmaram à PM que foram levadas para a casa do suspeito, no Bairro Jardim Itália, onde ficaram no mesmo quarto. A adolescente afirmou à PM que o pastor teve relação sexual com a sobrinha dela.

O pastor deu R$ 100 para a adolescente e R$ 50 para a criança. Em seguida, deixou as duas meninas perto de um matagal, na região da Avenida das Torres, momento em que a viatura da PM presenciou a cena. Ainda, a adolescente diz ter recebido uma ligação do suspeito dizendo que daria R$ 200 para que ela não relatasse à PM o que havia ocorrido.

“Verificou-se que as crianças tinham acabado de participar de um programa sexual onde teriam recebido R$ 100 e R$ 50. Ele [o pastor] será indiciado pelo crime de estupro de vulnerável. As vítimas foram levadas ao IML [Instituto Médico Legal] para exames de corpo de delito”, afirmou o delegado que atendeu a ocorrência, Cláudio Vitor Freesz.

Os exames e documentação devem ser encaminhadas para a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). A situação em que as meninas estavam, assim como depoimento das famílias, devem ser apuradas pela delegacia especializada. O pastor foi preso na casa dele.


FONTE: G1 - http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/pastor-e-preso-suspeito-dar-r-50-para-menina-de-11-anos-em-troca-de-sexo.ghtml


O site MÍDIA NEWS fez matéria sobre o mesmo caso e deu até o nome do pastor, coisa que o G1 não havia feito. O delegado está investigando outros possíveis crimes praticados pelo mesmo pastor. Veja o trecho do Mídia News e o link para a matéria:


O delegado Daniel Valente, da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), vai investigar outras denúncias que dão conta de que o pastor evangélico Paulo Roberto Alves, de 52 anos, teria praticado abuso sexual contra mais crianças e adolescentes.

Pastor estuprava e torturava enteada de 3 anos de idade



SOROCABA E JUNDIAÍ



Pastor é suspeito de torturar e abusar sexualmente da enteada de 3 anos em Várzea Paulista

Homem estava desaparecido há cerca de 9 meses. O caso foi apresentado pela polícia nesta segunda-feira (17).



Por G1 Sorocaba e Jundiaí

17/04/2017 20h31 Atualizado 17/04/2017 21h43


A polícia prendeu um pastor suspeito de agredir e abusar sexualmente da enteada de 3 anos. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi apresentado nesta segunda-feira (17) na delegacia de Várzea Paulista e o homem responderá pelos crimes que aconteceram há cerca de nove meses, na cidade.

Ivanildo Gomes Coutinho, de 36 anos, foi preso com um mandado expedido pela juíza da cidade no interior de São Paulo. Durante o tempo que esteve foragido, o rapaz, que já tem passagens por quatro roubos e uma receptação, levava uma vida como pastor. Mesmo com o suposto disfarce, os investigadores chegaram até o suspeito, que foi localizado em Montes Claros (MG), norte de Minas Gerais. Ninguém da defesa do suspeito foi encontrado para falar sobre a investigação.

“Constatamos que o rapaz estava evadido e através dessas atividades de inteligência policial é que nós descobrimos que ele tinha desenvolvido uma outra faceta de bandido e passou a ser pastor em Minas Gerais", explica o delegado Marcel Fehr.

Além dele, a mãe da criança também foi detida pelos mesmos crimes onde mora em Várzea Paulista. Ainda segundo os investigadores, ela manteve um relacionamento com Ivanildo por um ano. Foi durante esse tempo que a menina de 3 anos apareceu com hematomas pelo corpo e mudou o comportamento.

Conforme os policiais, as suspeitas foram confirmadas quando a criança teve que passar por sessões com psicólogo. Durante as consultas, os laudos comprovaram os abusos, assim como os desenhos feitos por ela. O material foi usado como prova e faz parte do inquérito.

Segundo o delegado o homem prendia o dedo da menina na porta e também dava refrigerante com pimenta.

“Algumas oportunidades ele prendeu o dedo da menina intencionalmente na porta do carro, fez ela beber refrigerante com pimenta. Tudo isso para impingir o clima de terror e pânico nela para que ela não contasse nada para a mãe e continuasse sendo subserviente a ele nos abusos sexuais que ocorriam permanentemente.”

Os dois foram condenados e podem pegar até 20 anos de prisão pelos crimes de maus-tratos e abuso sexual. A criança está com os avós maternos e continua recebendo ajuda psicológica.


---------------------------
ASSISTA O VÍDEO DA REPORTAGEM DO G1 AQUI:

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Pastor é preso por crimes sexuais contra adolescentes em Campos Novos, SC


Polícia 06/04/17 | 21:31:45


Pastor é preso por crimes sexuais contra adolescentes em Campos Novos


Vítimas frequentavam a igreja em que o pastor é líder


Fonte: Rádio Caçanjurê



Fonte/Autor: Renan Stank
Foto: Renan Stank



Nesta quinta-feira, 6, a Polícia Civil de Campos Novos cumpriu um mandado de prisão contra um pastor por crimes sexuais cometidos contra adolescentes. O líder religioso se aproveitava da fé das vítimas para cometer os crimes.


Segundo o Delegado Luis Eduardo Machado Córdova, responsável pelo caso, foi apurado que, em meados de 2016, uma adolescente, à época com 12 anos, começou a frequentar a igreja da qual o pastor é líder.

Valendo-se dessa condição, ao conhecer a menina, o pastor disse-lhe que em breve Deus iria lhe dar uma missão e que ela deveria cumpri-la. Dias após esse fato, a vítima recebeu mensagem em seu celular dizendo que havia um feitiço em sua vida, e que a única forma de quebrar esse feitiço seria fazendo amor por sete vezes com um homem de muita fé e que fosse casado. Diante da mensagem, a menina imediatamente procurou o pastor em busca de orientação, foi quando o acusado levou a efeito a prática de atos sexuais contra a adolescente.

Já em março de 2017, foi apurado que o pastor habilitou um número de telefone celular em nome de uma fiel que frequenta sua igreja e, valendo-se desse terminal telefônico, encaminhou mensagem para duas frequentadoras de sua igreja, com idade de 15 e 16 anos. Nessa mensagem, a qual consta no inquérito, o pastor se passava por um rapaz que dizia ter estudado com as vítimas e que seu pai era feiticeiro e havia feito um feitiço para destruir a vida das jovens.

Como única maneira de desfazer o feitiço, a mensagem dizia que as vítimas deveriam fazer amor por sete vezes com um grande homem de Deus, abençoado e casado, mas que ninguém poderia saber disso, caso contrário as meninas poderiam até morrer. A mensagem ainda asseverava que o referido "rapaz" estava alertando as meninas sobre aquilo, pois não queria que nada de ruim acontecesse com elas.

Em razão da mensagem recebida, poucas horas depois as vítimas procuraram o pastor em busca de orientação, encaminhando a ele a mensagem que haviam recebido. Foi assim que o acusado , valendo-se da sua condição de líder e autoridade no meio em que convive, deu início a uma séria de conversas com as adolescentes visando manter relação sexual com elas.

As mensagens obtidas pela Polícia Civil revelam que o pastor dizia às vítimas que, de fato, obedecer à mensagem seria a única maneira de "vencer o mal" e que ele estava à disposição para o que fosse preciso. Em trechos das conversas o pastor chega a falar que inclusive já havia sonhado que isso ia ocorrer, dizendo em outras passagens que aquilo era uma ordem de Deus e ele não tinha escolha, deveriam cumpri-la.

O inquérito policial referente ao caso já foi finalizado e inclusive já houve o oferecimento de denúncia pelo Ministério Público em face do pastor. Após a prisão, ele foi encaminhado ao Presídio de Campos Novos, onde ficará à disposição da Justiça.



------------------------------------------------------
NOTA DE MAIS UM PASTOR NA CADEIA

Procurando confirmação de que essa notícia fosse verdadeira, uma vez que o nome do criminoso foi ocultado na matéria, descobri que esse texto, publicado pela Rádio Caçanjurê e por outros sites de notícias foi o mesmo que foi expedido pela própria Polícia Civil de Campos Novos, Santa Catarina, na página deles no Facebook: 


https://www.facebook.com/pccamposnovos/posts/409225106100062:0

A notícia, portanto, é quente.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Pastor é preso por tentativa de homicídio em Estância Velha

Pubi
Publicado por O Diário em 04/04/17.




Estância Velha - Um homem de 20 anos, que afirma ser pastor de uma igreja evangélica, foi preso por tentativa de homicídio na manhã desta terça-feira. Ele invadiu uma casa às 7h40, na rua Acácia Mimosa, no Loteamento União, de touca ninja e com uma faca. No local, ele foi surpreendido pelo proprietário e entrou em luta corporal com ele. Na briga, deu um golpe de faca no pescoço da vítima e fugiu. A Guarda Municipal foi comunicada e abordou o homem na rua Presidente Lucena, na altura do Loteamento Veneza. O acusado foi conduzido à Delegacia, onde foi autuado pelo delegado Luiz Fernando Nunes da Silva. Além da tentativa de homicídio, o preso responderá por violação de domicílio. Para a polícia, o acusado disse que foi até a casa para dar um susto no morador.


FOLLOW-UP

O DIA SEGUINTE



Publicado por O Diário em 05/04/17.






Estância Velha - A Justiça mandou soltar o pastor que invadiu uma casa e tentou matar um morador, em Estância Velha. Para a juíza Rosali Terezinha Chiamenti Libardi o caso não demonstra risco à ordem pública. A decisão foi tomada no final da tarde de ontem.

O fato teve início após o acusado, de 20 anos, invadir uma casa no Loteamento União encapuzado. Ao ser surpreendido pelo morador, o pastor entrou em luta corporal com a vítima, momento em que deu a facada no pescoço do morador. 

Assim que fugiu da casa, foi perseguido e preso pela Guarda Municipal. Com ele, foram encontradas a faca, a touca ninja, 12 algemas de plástico, duas camisinha, um rolo de fita crepe e um óculos de sol.

O acusado e pastor assistente em uma igreja evangélica em Estância Velha. A filha do autônomo ferido, uma jovem de 19 anos, é fiel da mesma igreja. Na última segunda-feira, um dia antes do crime, ambos teriam se encontrado no templo e o acusado se mostrou interessado em saber sobre a rotina da jovem e dos pais dela.


------------------------------------------------------------

COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

O que chama atenção é que a juíza parece não considerar um potencial assassino e estuprador perigoso. Que a família dessa garota fique muito atenta, já que a próprio juíza devolveu o que uma potencial ameaça a essa moça e sua família às ruas.

sábado, 1 de abril de 2017

Só em março de 2017: ONZE PASTORES PRESOS

Por Sergio Viula
01/04/2017

Onze pastores presos só no mês de março de 2017, 
fora os casos não noticiados.



Durante o mês de março, foram registrados no jornalismo policial onze casos de pastores presos no Brasil. Os motivos foram: estupro, assassinato, agressão física, desmanche de veículos, cárcere e tortura, abuso de meninas, estupro de meninas.

Se nas primeiras 10 semanas de 2017 foram doze pastores presos por homicídio, estupro e tráfico, configurando uma média de MAIS DE UM POR SEMANA, só o mês de março teve uma média de quase três por semana - um aumento de quase 300 por cento.

A bandidagem pastoral não tem limites e nem sempre é facilmente capturada, visto que muitos membros de igreja temem denunciar o pastor. Isso se dá por causa da relação de poder exercida pelos pastores sobre suas congregações e a reação da própria congregação, que, tendo sido adestrada por esses patifes, não acata facilmente denúncias contra seus "ungidos". 

A polícia não brinca em serviço. Em caso de crime ou abuso de qualquer espécie, use o disque-denúncia de sua cidade ou disque 100 para todo o território nacional. Não brinque. Trote com a polícia é crime também.

Confira os casos rolando as notícias do blogue para baixo. Mas, observe esse detalhe também: As publicações feitas no dia 01 de abril (hoje) ainda se referem à última semana de março.

MACHADINHO – PASTOR DA ASSEMBLÉIA DE DEUS É PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR NETAS

Policia

29/03/2017 16:51

MACHADINHO – PASTOR DA ASSEMBLÉIA DE DEUS É PRESO ACUSADO DE ESTUPRAR NETAS



Na manhã desta quarta-feira (29.03) o pastor da igreja Assembléia de Deus Francisco Ferreira Filho, 79 anos, se apresentou à autoridade de plantão da comarca de Machadinho do Oeste.

Conhecido como “pastor Chiquinho”, o senhor Francisco, morador da gleba 4, fora acusado por suas netas no ano de 2016 pelo crime de estupro.

“Pastor Chiquinho” teve sua prisão decretada e desde então era considerado foragido da justiça.

Mas na manhã desta quarta-feira (29.03.17) ele se apresentou com a advogada, e como estava com mandado de prisão em aberto, ficou preso. Agora está à disposição da justiça.




Por: MACHADINHO190

Fonte: Alerta Rondônia

Ceará: Pastor é preso com armas e munições dentro da residência

30/03/2017 08h25 - Atualizado em 30/03/2017 08h25

Pastor é preso no Ceará com armas e munições dentro da residência

O suspeito foi conduzido para a Delegacia Regional de Baturité.
Foram achados um rifle calibre 44 e uma espingarda calibre 28.

Do G1 CE

Pastor foi autuado em flagrante nos crimes de posse
irregular de arma (Foto: SSPDS/Divulgação)
Um líder religioso de 46 anos foi preso na noite desta terça-feira (28) por guardar em sua residência armas e munições, no município de Barreira, Maciço de Baturité do Ceará. Segundo a polícia, o homem que é natural de Canindé foi preso em flagrante.
Ao ser questionado se possuía armas em casa, o pastor inicialmente negou que guardava qualquer equipamento bélico. O imóvel do religioso, localizado no Centro, e em uma oficina de motocicletas localizada no bairro Jardim Jatobá foram alvos dos mandados de busca e apreensão da equipe policial. Na oficina, foram encontrados um rifle calibre 44 e uma espingarda calibre 28, além de diversas munições de ambos os calibres.

O suspeito foi conduzido para a Delegacia Regional de Baturité, onde foi autuado em flagrante nos crimes de posse irregular e porte irregular de arma de fogo de uso permitido. Ele não possuía antecedentes criminais
De acordo com as investigações, o religioso costumava efetuar disparos de arma de fogo na vizinhança. Em depoimento, o pastor revelou que usava o material para caçar animais e utilizava a oficina para guardar as armas.

Curitiba: PASTOR É PRESO SUSPEITO DE ABUSAR SEXUALMENTE DE DUAS CRIANÇAS DENTRO DA IGREJA



SACRILÉGIO!


PASTOR É PRESO SUSPEITO DE ABUSAR SEXUALMENTE DE DUAS CRIANÇAS DENTRO DA IGREJA

  • Por Raquel Derevecki


Fonte: Tribuna-PR
Investigado há três meses, um pastor de 51 anos foi preso pela polícia suspeito de violentar sexualmente duas meninas, de sete e oito anos. O crime aconteceu em Campina Grande do Sul, mas o homem foi localizado ontem (30) em sua residência, no bairro Fazendinha, em Curitiba.
De acordo com o delegado João Marcelo Renk Chagas, as investigações iniciaram logo após os pais das garotas registrarem o boletim de ocorrência informando o fato. As vítimas são irmãs e teriam sofrido os abusos dentro da igreja frequentada pela família. “A mãe das meninas notou um comportamento estranho em ambas e também alguns sinais no corpo, que levaram ao relato das garotas”, disse.
O suspeito era o responsável pela realização dos cultos no espaço religioso e, segundo o delegado, teria amizade com as pessoas que frequentavam o local. “Ele se aproveitava da confiança dos pais para ficar sozinho com as crianças e cometer o crime”.
Na delegacia, o homem negou todos os fatos. No entanto, as vítimas realizaram diversos exames periciais que comprovaram os abusos. A investigação segue com a Delegacia de Campina Grande do Sul, onde o homem permanece preso para responder pelo crime de estupro.

Apreensões

No momento da prisão, a equipe policial também apreendeu vários eletrônicos como celulares, cartões de memória, CDs, pendrives e um computador. Agora, os objetos serão analisados para verificar a existência de materiais de cunho sexual envolvendo crianças e adolescentes.