Follow by Email

sábado, 1 de julho de 2017

PASTORES PRESOS EM JUNHO DE 2017


Abra o olho, crente. Tem mais pastor pilantra por aí do que você possa imaginar. Fique atento.




Pastores que cometem crimes vão presos toda semana no Brasil. O número pode ser surpreendente, mas os crimes chegam a ser estarrecedores, incluindo tortura, assassinato, estupro e outros crimes hediondos. Alguns cometem crimes mais leves, porém extremamente prejudiciais a terceiros, como é o caso quando há extorsão ou golpes com cartão de crédito.

Só no mês de junho de 2017, o blog MAIS UM PASTOR NA CADEIA encontrou nove registros de pastores presos -  o que significa que mais de dois pastores foram presos a cada semana do mês de junho (encerrado ontem). 

Os registros foram os seguintes:

1. Pastor evangélico é preso por extorsão: 

2. Pastor evangélico é preso por estuprar e engravidar enteada: 

3. Pastor evangélico é preso depois de tentar comprar sexo de garota de 11 anos: 

4. Pastor evangélico Sebastião da Silva, vereador pelo PSC, em Petrópolis é preso: 

5. Pastor evangélico é preso por agredir ex-mulher que sacou R$ 100 mil da conta do casal: 

6. Pastor evangélico traficante internacional vai preso em flagrante (de novo!!!):  

7. Pastor evangélico estuprava filha e enteada e atraía outras crianças sob o pretexto de participar de projetos sociais: 

8. Pastor evangélico e amigo cometem crime ambiental são presos com sete redes e 13 kg de peixe em barco: 

9. Pastor evangélico e esposa cometem fraude com cartão de crédito e culpam filho: 



Pastor evangélico foragido do Paraná por extorsão é preso em Manaus

Pastor evangélico foragido do Paraná por extorsão é preso em Manaus

30/06/2017 às 14:28 - Atualizado em 30/06/2017 às 14:31

Pastor André da Silva Rondon




Ele foi capturado na casa onde morava, na Col. Santo Antônio, e também responde por processo de extorsão em Manaus.


O pastor evangélico André da Silva Rondon, de 38 anos, foragido do estado do Paraná, foi preso na última quarta-feira (28), em Manaus, em cumprimento de mandado de prisão pelo crime de extorsão. A prisão foi realizada pela equipe de investigação da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), sob o comando do delegado Antônio Rondon Jr.

De acordo com o delegado, a carta precatória em nome de André foi expedida no dia 9 de maio de 2014, pelo juiz Katsujo Nakadomari, da Vara de Execuções Penais e Corregedoria de Presídios de Londrina, no estado do Paraná. O pastor foi preso na casa onde morava em Manaus, situada na rua Cecília, bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte da cidade.

“Em 2004 André foi preso em flagrante, no município de Londrina, por extorsão e porte ilegal de arma de fogo. Na época, ele teria exigido cerca de R$ 22 mil de um casal para resolver uma situação de assédio. O réu passou alguns meses preso naquela cidade, mas após conseguir liberdade, por meio de habeas corpus, fugiu para Manaus e decidiu se passar por pastor evangélico”, explicou o titular da DECP.

O delegado informou, ainda, que o pastor já responde a outro processo pelo crime de extorsão, expedido pelo juiz Luis Alberto Nascimento Albuquerque, da 1ª Vara Criminal de Manaus. André foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça do Paraná.

*Com informações da assessoria de imprensa

Fonte: A Crítica

Pastor evangélico suspeito de engravidar enteada após série de estupros é preso no Rio

Fonte da foto AQUI


Pastor evangélico suspeito de engravidar enteada após série de estupros é preso no Rio


Segundo a investigação da polícia, os abusos aconteciam desde que a menina tinha 12 anos, hoje ela tem 18. Z.N.V. foi preso em Jacarepaguá, na Zona Oeste.


Por Patricia Teixeira, G1 Rio
29/06/2017 17h08  Atualizado 29/06/2017 17h08


Um pastor evangélico foi preso nesta quinta-feira (29), em Jacarepaguá, na Zona Oeste, suspeito de estuprar a enteada desde que ela tinha 12 anos. Atualmente, a vítima tem 18 anos e chegou a engravidar do suspeito. Um DNA feito na criança, que hoje está com 4 anos, comprovou a paternidade.

A equipe da DEAM Jacarepaguá, em diligência por determinação da delegada titular Viviane Costa, cumpriu o mandado de prisão preventiva contra Z.N.V pelo crime de estupro de vulnerável praticado contra sua enteada no interior da residência da família, desde que a vítima tinha 12 anos de idade. Após os consecutivos abusos sexuais praticados, a vítima engravidou de seu agressor ainda adolescente.

Após serem submetidos a exame de DNA no IPPGF/PCERJ , o laudo concluiu pelo vínculo em primeiro grau do indiciado, que negava a autoria do crime, se utilizando do exercício da função de pastor evangélico conhecido como álibi para seus atos criminosos praticados com frequência.

O pastor também é acusado de lesão corporal contra a vítima, enquanto ela ainda estava grávida.


Fonte: O Globo

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Aposentado, ex-pastor é detido depois de tentar comprar sexo de garota de 11 anos

O acusado foi preso e confessou o ato criminoso ao jornalista da Regional Press


Ex-pastor é detido após oferecer R$ 40 para fazer programa com criança, diz polícia

Vizinhos ficaram sabendo da proposta e tentaram agredir suspeito. Ele irá responder em liberdade por importunação ofensiva ao pudor.





Por G1 Rio Preto e Araçatuba
27/06/2017 18h22 Atualizado 27/06/2017 18h45



Vizinhos quebraram o carro do suspeito (Foto: Regional Press)


Um ex-pastor de 66 anos foi detido na tarde desta terça-feira (27) em Araçatuba (SP) após a suspeita de ter oferecido R$ 40 para uma criança de 11 anos em troca de um programa sexual. O caso aconteceu no bairro Umuarama.


Segundo informações da Polícia Militar, alguns moradores ficaram sabendo da proposta e começaram a agredir o idoso com socos e chutes. Um dos agressores chegou a quebrar a janela do carro do homem.

O suspeito foi levado para a delegacia e o caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor. O acusado foi ouvido e irá responder em liberdade.

****

Assista o vídeo com um depoimento da mãe e do acusado que foi gravado pelo Regional Press.

video

****

De acordo com o site Ata News, durante o depoimento, o ex-pastor revelou que “ofereceu a mesma quantia para uma adolescente de 17 anos, que também recusou o dinheiro. Enquanto o boletim de ocorrência era registrado, uma adolescente de 17 anos, moradora no bairro, soube do caso da menina e decidiu revelar que também foi abordada pelo aposentado, que lhe ofereceu dinheiro em troca de sexo”.

sábado, 24 de junho de 2017

Pastor Sebastião da Silva, vereador pelo PSC, em Petrópolis é preso

Vereador e dois assessores de Petrópolis, RJ, são presos por suspeita de desviar dinheiro público

Pastor Sebastião foi preso nesta quinta-feira (22) por agentes do MP. Segundo o órgão, político obteve para si R$ 386 mil, pegando parte do salário de funcionários.


Por G1, Petrópolis

22/06/2017 12h24 Atualizado 22/06/2017 13h00



O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) obteve na Justiça a prisão preventiva de Sebastião da Silva, conhecido como Pastor Sebastião (PSC), vereador em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ele foi preso nesta quinta-feira (22) por agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ).


Além dele, dois servidores, que também seriam pastores e ex-chefes do gabinete do político, foram presos nesta quarta-feira (21). Os três foram denunciados pelos crimes de concussão (exigir para si vantagem indevida, em razão do exercício de cargo público) e peculato (desvio de dinheiro público por funcionário que administra verbas públicas).


Segundo a denúncia apresentada pelo MP, entre 2013 e 2016, o Pastor Sebastião exigia de quatro ex-funcionários que trabalhavam em seu gabinete parte do pagamento que recebiam. Os funcionários também eram obrigados a contrair empréstimos na Caixa Econômica Federal, em benefício dele, em troca da nomeação e manutenção de seus empregos no legislativo.


Ainda de acordo com a denúncia, com os empréstimos e os repasses dos contracheques, o vereador obteve para si mais de R$ 386 mil. Os outros dois assessores, homens de confiança do vereador, cobravam e recebiam as quantias em dinheiro.


O MP disse ainda que o vereador de Petrópolis também indicou e obteve a nomeação de outras três pessoas, que jamais exerceram qualquer função pública. Juntos, eles causaram prejuízo ao erário no valor de R$ 243 mil.


Político estava afastado do cargo


Desde o dia 10 de maio, Pastor Sebatsião está afastado do cargo de vereador, por determinação da Justiça. Ele é suspeito de extorsão. Segundo as investigações da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual (MPE), o vereador seria um dos participantes do esquema de corrupção deflagrado na Câmara de Vereadores. De acordo com o MPE, o político está proibido de frequentar o legislativo e o gabinete dele deverá ser desocupado.


Ainda de acordo com as investigações, assim como o ex-vereador Vadinho – preso desde o dia 7 de março por suspeita de concussão (exigir dinheiro) e peculato (desvio de dinheiro público) - o Pastor Sebastião também contratava assessores paro o gabinete e ficava com parte dos salários, no seu último mandato. Além disso, alguns funcionários seriam "fantasmas". 

(Grifos deste blogueiro)

A foto abaixo vem da Gazeta do Povo.



Fonte aqui: